André Costa
Por um mundo melhor...

 

"Se quer ir rápido, vá sozinho. Se quer ir longe, vá em grupo." (Provérbio Africano)

Visitantes

Nós temos 2 visitantes online
mod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_counter
mod_vvisit_counterHoje49
mod_vvisit_counterOntem157
mod_vvisit_counterEsta Semana677
mod_vvisit_counterSemana Passada1606
mod_vvisit_counterEste Mês4338
mod_vvisit_counterMês Passado5805
mod_vvisit_counterDesde 06/10540983

IP: 54.162.44.105
Hoje: 25/05/2017

Acesso Restrito



Carta do Chefe Seattle

Chefe SeattleCarta do Chefe Seattle ao presidente dos Estados Unidos.



Em 1854, o presidente dos Estados Unidos da América, Franklin Pierce, enviou uma carta ao cacique, Noah Sealth da tribo Duwamish, mais conhecido como Chefe Seattle, onde manifestava o interesse de adquirir a terra onde viviam aqueles índios.



Essa foi a resposta do Chefe Seattle:



"Como é que se pode comprar ou vender o céu, o calor da terra? Essa idéia nos parece estranha. Se não possuímos o frescor do ar e o brilho da água, como é possível comprá-los?

 

Cada pedaço desta terra é sagrado para meu povo. Cada ramo brilhante de um pinheiro, cada punhado de areia das praias, a penumbra na floresta densa, cada clareira e inseto a zumbir são sagrados na memória e experiência de meu povo. A seiva que percorre o corpo das árvores carrega consigo as lembranças do homem vermelho.


Os mortos do homem branco esquecem sua terra de origem quando vão caminhar entre as estrelas. Nossos mortos jamais esquecem esta bela terra, pois ela é a mãe do homem vermelho. Somos parte da terra e ela faz parte de nós. As flores perfumadas são nossas irmãs; o cervo, o cavalo, a grande águia, são nossos irmãos. Os picos rochosos, os sulcos úmidos nas campinas, o calor do corpo do potro, e o homem - todos pertencem à mesma família.

Leia mais...
Banner